Qual a história do bolo de casamento?

Olá people, tudo certinho?

Vocês lembram da Bruna Rodrigues
Ela está de volta! Para falar sobre um dos astros da festa, o tão querido bolo de casamento



Entenda de onde veio a tradição dos bolos nas cerimônias de casamento


Você consegue imaginar um casamento sem bolo? Difícil, né? Mas você sabe como começou essa história de o bolo ser tão importante na cerimônia do casamento, seja ela religiosa, civil ou apenas uma reunião entre amigos e parentes?



O costume de oferecer alimentos simbólicos em datas especiais e comemorativas, como casamentos e aniversários, vem de muito tempo. Alguns registros históricos contam que, na Grécia Antiga, os convidados de casamentos eram presenteados com biscoitos de gergelim e mel, como uma forma de indicar a natureza agridoce da convivência diária entre marido e esposa. Já em Roma, o noivo partir um pedaço de pão por sobre a cabeça da noiva simbolizava o desejo de abundância e fertilidade na união. Os convidados corriam para apanhar as migalhas e dividí-las para dar sorte.



Os bolos e os casamentos


Um dos costumes no período da Idade Média deu origem aos bolos de vários andares, presentes em praticamente todos os casamentos atuais. Os convidados da cerimônia levavam de presente para os noivos bolos pequenos, que eram empilhados para que depois os noivos tentassem se beijar sem derrubá-los, o que era sinal de boa sorte e de fertilidade no matrimônio.

No século XVII surge a chamada “torta da noiva”, que podia ter recheio salgado (de carne) ou doce (pão doce). Essa torta era bastante comum em cerimônias mais simples, e continha no meio do recheio um anel. A convidada que encontrasse o anel no pedaço em que estivesse comendo seria a próxima noiva. Dois séculos mais tarde, a partir do final dos anos 1800, o bolo de casamento finalmente torna-se presença comum em todo tipo de cerimônia, das mais simples às mais sofisticadas.


O primeiro pedaço de bolo



Hoje em dia, o primeiro pedaço de bolo é cortado em conjunto pelo casal, com a noiva cortando e o noivo segurando a mão dela, simbolizando o primeiro momento da vida de casados.
Porém, há tempos atrás as coisas eram um pouco diferentes, e a noiva era a responsável pelo corte e por compartilhar o primeiro e os demais pedaços de bolo, mas com o surgimento dos bolos de andar o noivo precisou passar a dar uma mãozinha para a sua amada.



Seja o bolo de casamento mais simples, mais divertido ou mais clássico, com poucos ou muitos andares, de cores e formatos tradicionais ou ousados e diferentes, saiba que ele tem muita história para contar!

Beijos doces e um ótimo fim de semana!!

Share this:

JOIN CONVERSATION

1 Estão Comentando: